Sono precisa ser prioridade para quem quer qualidade de vida.

Quase 40% da população descansa menos de sete horas por noite. É o seu caso?

Muitas pessoas já acordam cansadas e passam o dia cansadas, como isso é possível? Qual o motivo do desânimo e da falta de energia?

É no sono que repomos a energia que foi gasta ao longo do dia, onde relaxamos e desaceleramos o pensamento. Dormir corretamente é a primeira atitude que você precisa tomar para melhorar sua qualidade de vida.

Comprovação Científica:

Estudo feito por pesquisadores da Universidade da Columbia Britânica, no Canadá, concluiu que quem dorme mal durante a noite pode ter menos alegria para viver no dia seguinte. Interrupções e distrações incomodam mais as pessoas quando elas não dormiram as horas que deveriam à noite.

Os pesquisadores ainda não sabem, por exemplo, exatamente como a privação de sono causa dores de cabeça, mas essa é uma conexão que a medicina conhece há mais de um século.

Veja alguns problemas que podem ser evitados com uma boa qualidade de sono:

Dificuldade em aprender – A privação de sono interfere em nossa habilidade de lembrar e processor novas informações

Problemas de visão – A privação de sono tem relação com problemas como visão dupla, perda de visão periférica, visão obscura. Quanto mais tempo se passa acordado, mais erros visuais a pessoa comete, e maiores as chances de alucinação

Redução do desejo sexual – Privação de sono e noites mal dormidas estão conectados à redução da libido e disfunções sexuais.

Ganho de peso – Pessoas que dormem pouco podem apresentar desequilíbrios hormonais que causam cansaço e tendem a aumentar o apetite, a vontade de comer alimentos calóricos e menor capacidade de controlar impulsos.

Uma noite bem dormida funciona como proteção contra os efeitos do estresse. Nesse sentido, colocar uma boa noite de sono como prioridade na vida cotidiana torna-se fundamental.

Mais importante que a quantidade de sono é a qualidade do seu sono, não basta dormir muito, é preciso dormir bem.

 

Os benefícios dos exercícios físicos para o corpo são bem conhecidos. Mas o que muita gente não sabe é que o exercício físico também faz bem para a mente.

Isso porque aumenta o tamanho do hipocampo e melhora a memória.

É o que diz um artigo publicado no National Library of Medicine National Institutes of Health dos EUA.

Escolha exercícios físicos que, além de benefícios para o corpo, também lhe dê prazer e satisfação em praticar. Que combine com o seu estilo de vida, seus objetivos e limitações. Dessa forma você conseguirá extrair o máximo dos treinos.

Algumas opções para você escolher a que mais lhe agrada.

– Caminhada

Excelente treino caso você esteja iniciando a prática de exercícios na sua rotina.

A dica é escolher roupas leves e tênis adequados. Além disso, não deixe de levar uma garrafinha de água para a hidratação.

– Corrida

Comece seu programa de exercícios com as caminhadas. Somente após algumas semanas passe para a corrida. Lembre-se de sempre se alongar e se aquecer antes para evitar lesões.

– Subir e Descer Escadas

Que tal dar uma utilidade nova à escadaria do prédio?

Subir e descer escadas é um dos exemplos de exercício físico mais completos. É capaz de trabalhar os músculos das pernas, queimar gorduras e melhorar a frequência cardíaca e capacidade pulmonar.

– Pular corda

Pular corda também pode ser considerado um exercício físico completo. Isso porque trabalha vários músculos simultaneamente e fortalece a frequência cardíaca e a capacidade do pulmão. Além disso, 30 minutos de treino podem eliminar até 400 calorias.

– Bicicleta

Esta atividade é excelente para enrijecer as coxas e evitar o acúmulo de gordura e flacidez. Dê preferência para locais sem muita poluição como parques e ruas residenciais. Lembre-se que a postura é essencial para garantir os resultados.

– Dança

A dança aeróbica se tornou mais popular nos últimos anos, e há programas com quase todos os gêneros musicais. Alguns dos benefícios desse exercício físico incluem a melhora da coordenação motora, queima de gordura, tonificação muscular e condicionamento cardiovascular. Hoje em dia existem muitas videoaulas gratuitas na internet para esse objetivo.

– Yoga

Os benefícios da yoga incluem alívio do estresse e fortalecimento dos músculos. Esse tipo de exercício físico pode ser praticado inicialmente sem muito esforço. Então você pode aplicar ao final de um dia de trabalho, por exemplo.

Na yoga, corpo e mente trabalham juntos. Além disso, inspiração e expiração são pontos importantes no exercício. Assim, resistência física, melhora na respiração e na concentração serão obtidos em conjunto.

 

Gostou? Agora é só praticar!

Você conhece ou convive com alguma criança ou adolescente com timidez excessiva ou transtornos como depressão e ansiedade?

– Que deixa de comer para jogar ou realiza todas as refeições em frente ao computador/televisão?

– Evita estudar ou não termina tarefas do trabalho? Não sai com amigos ou se relaciona com seus familiares?

– Compromete seu horário de sono para usar equipamentos digitas mais e mais?

 

O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo analisou a saúde mental de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos. Cerca de 8 mil pessoas participaram e os números assustam: a média de uso de eletrônicos é de 9h por dia (excluindo o tempo de estudo) com 85% usando mais do que usava antes da pandemia.

O estudo mostrou que 21% dos entrevistados dormem depois da uma hora da manhã em dias de semana; 43% não fizeram qualquer atividade física nas duas semanas anteriores à pesquisa; 26% têm acessos de raiva frequentes; 11% estão tristes e desanimados e 17% dizem sentir medo.

“As crianças ficam expostas ao estresse dos pais, ansiedade, consumo de álcool, violência doméstica. As limitações da pandemia e outros fatores cobram um preço alto. Alguns dos dados preliminares preocupam – 15% das crianças apresentam níveis clínicos de ansiedade e depressão”.

Pediatras de todo o Brasil relataram que estão notando alterações comportamentais em seus pacientes.

 

O confinamento prolongado, a perda da convivência com os amigos, a distância da escola e a difícil adaptação aos estudos online geram ansiedade, irritação e medo nas crianças e adolescentes. Isso sem falar naqueles que sofreram perdas de entes queridos.

A presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, Luciana Rodrigues Silva, diz que os pais devem redobrar os cuidados em relação à tecnologia e reavaliar a rotina dos filhos, para verificar se eles estão extrapolando no uso de equipamentos digitais (TV, notebooks, celular e outros). A médica Evelyn Eisenstein contribui: “as relações humanas precisam prevalecer, norteadas por afeto e compreensão, para que essa fase difícil seja superada em conjunto”.

A água é o mais abundante dos nutrientes do nosso organismo.

 

Apesar disso, pesquisas revelam que 40% das pessoas estão desidratadas, ocorrência que libera a histamina e predispõe a dor crônica.

A água é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Veja a seguir as suas principais funções e como elas são importantes para o corpo humano.

– Produção de energia: as células precisam de água para realizar as suas funções. Pouca água faz as células trabalharem menos.

– Transporte: no corpo a água atua como solvente, transportando diferentes substâncias para as células, como minerais, nutrientes e vitaminas.

– Limpeza: é responsável pela desintoxicação do organismo ao levar as tóxicas para os rins e eliminá-los através da urina, cuja composição é de 95% de água.

– Regulação da temperatura: a água regula a temperatura do nosso corpo, pois compõe o suor.

– Regulação do intestino: a água é necessária para evitar que os resíduos dos alimentos, aquilo que o nosso corpo não absorve, se solidifique.

Mas nem toda a água é boa, você sabia?

Uma água para ser considerada ideal precisa de um Ph acima de 7,35, ou seja, maior que o Ph sanguíneo, tonando-se assim alcalina.

Quanto mais ácida a água, menor será a nossa produção de bicabornato, tonando mais oxidante a água do nosso corpo.

Somos 70% água, sendo que 1/3 é intracelular. Em nossa coluna, o disco vertebral é 80% água. Assim, a estrutura da água em nosso corpo é que determina, em última instância, doença ou saúde.

“Água ionizada é uma das coisas mais simples e mais poderosas que você pode fazer para combater uma ampla gama de processos patológicos.” Ray Kurzweil – Transcend.

Desafio: 2 litros de água (boa) por dia, durante 10 dias. Depois conta aqui o resultado!

Acompanhe no vídeo a ilustração do Dr. Lair Ribeiro.