O ciclismo é uma prática esportiva indicada pela OMS nesse momento de pandemia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda atividades como caminhar e andar de bicicleta como meios de exercício e de locomoção.

“Sempre que possível, considere andar de bicicleta ou caminhar: isso proporciona distanciamento físico, ajudando a cumprir o requisito mínimo para a atividade física diária, que pode ser mais difícil devido ao aumento do tele trabalho e acesso limitado ao esporte e outras atividades recreativas”.

Pedalar é uma prática que traz diversos benefícios para a saúde física e mental, seja a bicicleta usada para lazer, locomoção ou como instrumento de um esporte organizado.

Aqui uma lista de benefícios físicos e psicológicos proporcionados pela modalidade.

Nas crianças e adolescentes:

Resistência cardiorrespiratória;

Aptidão muscular;

Composição corporal;

Melhoria da saúde óssea;

Melhoria no desenvolvimento do sistema cardiovascular e biomarcadores de saúde metabólicos.

Nos adultos:

Menor risco de morte precoce por AVC, diabetes tipo 2, pressão arterial elevada, perfis lipídicos adversos no sangue, síndrome metabólica, cólon e cancro do peito;

Prevenção de peso;

Perda de peso quando combinado com dieta;

Melhoria do sistema cardiorrespiratório;

Melhoria da circulação sanguínea;

Aptidão muscular;

Prevenção de quedas.

Além dos benefícios físicos citados acima, o ciclismo demonstrou estar associado a benefícios psicológicos, cognitivos e de funcionamento social, como:

Menor risco de depressão, angústia e estresse;

Melhor tempo de reação, atenção, coordenação e precisão durante as tarefas diárias;

Um nível mais alto de interação social percebida e real, respectivamente.

O contra ponto são sucessivas noites mal dormidas e um sono pouco restaurador, que é fator de risco associado a vários problemas cardíacos como, por exemplo, o aumento do risco de calcificação ou hipertensão arterial coronariana e pode acarretar outras doenças como diabetes, depressão e obesidade, além de causar uma diminuição no desempenho cognitivo, o que piora sua atenção e memória.

A noite de descanso ajuda o ciclista a regenerar os músculos e tecidos danificados após um treino exigente. O que evita possíveis lesões, especialmente musculares, nos próximos esforços que fazemos na bicicleta. Além disso, o sono reparador regula a liberação de cortisol (hidrocortisona), um hormônio que controla nosso nível de estresse e aumenta a atividade do sistema imunológico e fortalece nossas defesas contra possíveis doenças.

Então, caro ciclista, não dispense uma boa noite de sono antes de sair para o pedal!

Lauriane Cardoso é atleta profissional de Jiu-jitsu. Hoje, com 23 anos de idade, começou a praticar a arte marcial em 2003, ainda na escola. “Sempre admirei as artes marciais, e meu biótipo, baixinha e magrinha faziam com que me sentisse frágil, então me determinei a praticar uma arte marcial”, comenta Lauri, como é conhecida pelos colegas e amigos. Dentre os títulos nacionais e internacionais que conquistou, estão: Campeã World Cup, Campeã do Mundial Esportivo, Tri Campeã Sul-Americana, Bi campeã Brasileira, Campeã Sul Brasileira e Septa Campeã Gaúcha. Mas apesar do preparo físico e da juventude, a multicampeã sentia o peso da intensa rotina de treinamentos e disputas. 

 

Quais as principais dificuldades do seu esporte?

 

O Jiu-jitsu está crescendo em todos os sentidos, mas a presença feminina nas competições não é valorizada. Como nos grandes eventos as premiações são dadas sempre a todas as categorias (Divisão de pesos) masculinas e quando raramente há premiação, os organizadores resolvem unir todas as categorias femininas, dando oportunidade para apenas uma única atleta num campeonato internacional, mas as mulheres estão ganhando espaço nas academias, clubes, como exemplo, turmas só de mulheres com objetivos de defesa pessoal, Hobbie ou competitivo.

 

O que o sono representa para atletas de alto desempenho?

É uma necessidade, e a qualidade costuma ser peça- chave nos meus treinos e competições. É o sono que recarrega as minhas energias e recupera o meu corpo dos esforços físicos realizados. Uma noite mal dormida pode comprometer meu rendimento. Se eu pudesse carregar meu colchão da Cia Do Sono para todos os eventos que participo seria perfeito (Risos).

 

Como a Cia Do Sono entrou em sua vida?

Todos os meses vou ao meu Quiropraxista, Kleber P. Fontolan, e em uma de minhas consultas, havia dito a ele que estava me sentindo muito cansada por estar dormindo mal, então o mesmo me comentou que usava o colchão da Cia Do Sono e me recomendou. Após adquirir o meu, minha qualidade do sono e de vida mudaram de forma muito evidente.

É verdade que o colchão que você dorme ajuda no seu desempenho diário de treinamentos e competições?

Com certeza! Meus dias são muito exaustivos, a maratona de treinos e de aulas é bem puxada, mas em compensação, chego em casa e recarrego minhas baterias dormindo no meu colchao. É impressionante a disposição adquirida após uma boa noite de sono no meu Multicamadas com Infravermelhos e Magnetos, como sugeriu o Dr. Kleber. No outro dia estou pronta para novas “batalhas no tatame”.