Nem a crise econômica que assolou o Brasil nos últimos anos foi capaz de cessar o crescimento de franquias no país. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Altino Cristofoletti, houve um aumento de 8,3% no setor em 2016. Nesse cenário, o dirigente ressalta a entrada de dezenas de profissionais qualificados que migraram da carteira assinada para o empreendedorismo.

 

Outro executivo da Associação, o vice-presidente Alexandre Guerra, ressalta que “certamente, no futuro, mais setores migrarão para esse modelo de negócio, especialmente os mais conectados com a economia digital, a fim de acompanhar a mudança de comportamento dos consumidores”, explicou. De acordo com a ABF, apenas 3,7% das franquias são fechadas em seus dois primeiros anos de vida. Entre os negócios convencionais, este número é de 24,9%.

 

Na maior parte dos casos a franqueadora repassa ao microfranqueado, por meio de treinamentos e materiais de apoio, como manuais ou guias, o seu conhecimento para a operação do negócio, contendo detalhes que podem significar o seu sucesso. Ter esse conhecimento logo no início do negócio permitirá que o microfranqueado domine a operação mais rapidamente, o que facilitará a geração de receitas e aumentará suas chances de sucesso em um tempo menor que o normal. O suporte da franqueadora varia levando em conta quanto o microfranqueado tem de conhecimentos técnicos e específicos para tocar o negócio.

 

Mesmo sabendo que o modelo de franquia é um negócio mais seguro do que a maioria dos modelos convencionais, os novos empreendedores que pretendem investir logo em um negócio próprio, devem levar em consideração alguns pontos fundamentais para se ter sucesso como franqueado de uma marca:

 

1. Faça o que gosta

É imprescindível levar em conta os gostos pessoais de cada empreendedor. Por mais promissor que seja um determinado setor, se não houver afinidade, o melhor é procurar outra coisa.

2. Faça uma boa pesquisa

Antes de contatar as franqueadoras, recomenda-se que os interessados pesquisem bastante sobre as redes e que não considerem qualquer opinião como algo totalmente verdadeiro.

3. Pense nos valores da marca

Ao definir quais setores são os melhores, é hora de buscar as franquias da área. Algumas características mostram que um franqueador é uma boa escolha. São elas: reputação, tempo de existência no mercado, experiência, visão, resultados, suporte, profissionalismo, métodos, marca e serviços.

4. Busque experiência

Um dos pontos relevantes na hora de escolher é a experiência, mas isso não signfica que você deve ignorar de primeira as franquias novas. Uma empresa recém surgida pode oferecer preços mais convidativos. Mas deve haver experiência em algum lugar.

5. Defina o ponto

A unidade deve estar em um lugar com o maior número possível de pessoas pertencentes ao seu público-alvo.

6. Padronização

As unidades de uma franquia devem ser quase como cópias umas das outras. O produto tem de ser igual, assim como o atendimento e a comunicação visual da unidade. A padronização é uma das premissas básicas de uma franquia. Antes de se comprometer com alguma rede, visite operações e veja se há uniformidade nos processos. Se tudo é igual, prossiga. Do contrário, repense suas escolhas.

7. Procure os franqueados

Ir até quem já tem uma unidade da franquia que você deseja ter é muito eficaz para ver se as promessas da franqueadora correspondem à realidade. Recomenda-se até que mais de um franqueado seja visitado. Assim, pode-se evitar que seu julgamento seja contaminado por algum empreendedor otimista ou pessimista demais.

Como ser um franqueado Cia Do Sono?

Um exemplo de sucesso é o modelo de franquia de colchões especiais Cia do Sono. Fabricando colchões de alto padrão há 30 anos, a marca abriu a primeira loja conceito em 2007. Antes, realizava vendas porta a porta. Desde  então, não para de abrir franquias e microfranquias. Já são 20 lojas espalhadas pelo Brasil.

Para ter uma franquia da marca é preciso um investimento de cerca de R$ 130 mil para a montagem da loja e a aquisição dos produtos. Em contrapartida a franqueadora presta toda a assistência inicial à abertura da loja, desde ajuda na escolha do ponto comercial até a inauguração do estabelecimento, treinamentos e projeto arquitetônico, além de apoio nas questões de marketing, consultoria comercial e operacional, entre outros.

Uma regra diferente na Cia do Sono é que os franqueados têm garantia de exclusividade em sua microrregião, estimada em pelo menos 150 mil habitantes, sem que a franqueadora comercialize novas lojas no local. Essa garantia eleva a segurança do franqueado e o desafia a realizar ações externas a fim de cobrir toda sua área de exclusividade.

Para receber mais informações sobre a franquia Cia Do Sono, acesse este link e preencha o formulário inicial.

Todo mundo já deve ter passado por algum problema após uma compra. Por mais qualidade que um produto possa ter, defeitos ou falhas no processo podem acontecer. Aí entra o diferencial de cada empresa no pós-venda. Muitas, depois que o produto foi vendido encerra ali o ciclo. Outras, desprendem da mesma atenção que tiveram para conquistar o cliente para resolver o seu problema.

Hoje, com a facilidade de fazer praticamente tudo pela internet, muita gente procura comprar e também ser atendido por ali. Foi o caso do engenheiro civil e empresário que mora no Acre, Marcelo Sanches de Menezes, 39 anos, um consumidor digital que utiliza bastante sites de e-commerce.

Quando um problema de coluna passou a dificultar cada vez mais suas noites de sono, Menezes percebeu a necessidade de investir em um colchão de qualidade, na busca de amenizar as dores. Como já era de costume, iniciou uma pesquisa detalhada na Internet, em busca de um colchão com as características que ele precisava. “Depois de fazer uma busca na web, acabei conhecendo a Cia Do Sono, e recebi indicação dos colchões deles inclusive de hotéis. A empresa
me passou muita con ança e acabei realizando a compra. Gostei do fato do colchão ser fabricado por encomenda, comprei um especial com massageador”, explica Menezes.

Após receber a mercadoria, Menezes identificou um defeito de fabricação, e como estava encontrando dificuldade para fazer o problema chegar até a empresa, resolveu utilizar novamente a Internet e fazer uma reclamação no site Reclame Aqui, um site que atua como canal de comunicação entre consumidores e empresas de todo o país.

< Pesquise e compare as marcas de colchões no Reclame Aqui >

Resposta imediata do diretor

Depois de realizar a reclamação, Menezes se surpreendeu com o retorno imediato. “Fiz a reclamação e prontamente me ligaram. Fiquei impressionado que o retorno foi feito pelo próprio diretor da Cia Do Sono, Carlos Felipe Pedroso, que passou a saber do problema naquele momento. “Ele prontamente disse que iria resolver, e considerei a atitude muito louvável”, reforça Menezes.

O problema foi resolvido, a Cia Do Sono trocou o produto e Menezes ficou completamente satisfeito com o atendimento e o novo colchão. O empresário conta ainda que a qualidade do seu sono melhorou significativamente com o novo colchão, que, segundo ele, amenizou seus problemas de coluna. Diagnosticado com hérnia de disco, o seu problema estava se agravando devido ao uso de um colchão de baixa qualidade. Com a utilização do novo produto, suas noites de sono melhoraram muito, tanto que Menezes passou a indicar a Cia Do Sono para outros amigos que também acabaram adquirindo o colchão. “Hoje, sou um indicador da marca Cia Do Sono. Com o novo colchão, aliado ao tratamento do problema de coluna, passei a dormir até demais”, brinca o empresário.

 

< Pesquise e compare as marcas de colchões no Reclame Aqui >