Os benefícios dos exercícios físicos para o corpo são bem conhecidos. Mas o que muita gente não sabe é que o exercício físico também faz bem para a mente.

Isso porque aumenta o tamanho do hipocampo e melhora a memória.

É o que diz um artigo publicado no National Library of Medicine National Institutes of Health dos EUA.

Escolha exercícios físicos que, além de benefícios para o corpo, também lhe dê prazer e satisfação em praticar. Que combine com o seu estilo de vida, seus objetivos e limitações. Dessa forma você conseguirá extrair o máximo dos treinos.

Algumas opções para você escolher a que mais lhe agrada.

– Caminhada

Excelente treino caso você esteja iniciando a prática de exercícios na sua rotina.

A dica é escolher roupas leves e tênis adequados. Além disso, não deixe de levar uma garrafinha de água para a hidratação.

– Corrida

Comece seu programa de exercícios com as caminhadas. Somente após algumas semanas passe para a corrida. Lembre-se de sempre se alongar e se aquecer antes para evitar lesões.

– Subir e Descer Escadas

Que tal dar uma utilidade nova à escadaria do prédio?

Subir e descer escadas é um dos exemplos de exercício físico mais completos. É capaz de trabalhar os músculos das pernas, queimar gorduras e melhorar a frequência cardíaca e capacidade pulmonar.

– Pular corda

Pular corda também pode ser considerado um exercício físico completo. Isso porque trabalha vários músculos simultaneamente e fortalece a frequência cardíaca e a capacidade do pulmão. Além disso, 30 minutos de treino podem eliminar até 400 calorias.

– Bicicleta

Esta atividade é excelente para enrijecer as coxas e evitar o acúmulo de gordura e flacidez. Dê preferência para locais sem muita poluição como parques e ruas residenciais. Lembre-se que a postura é essencial para garantir os resultados.

– Dança

A dança aeróbica se tornou mais popular nos últimos anos, e há programas com quase todos os gêneros musicais. Alguns dos benefícios desse exercício físico incluem a melhora da coordenação motora, queima de gordura, tonificação muscular e condicionamento cardiovascular. Hoje em dia existem muitas videoaulas gratuitas na internet para esse objetivo.

– Yoga

Os benefícios da yoga incluem alívio do estresse e fortalecimento dos músculos. Esse tipo de exercício físico pode ser praticado inicialmente sem muito esforço. Então você pode aplicar ao final de um dia de trabalho, por exemplo.

Na yoga, corpo e mente trabalham juntos. Além disso, inspiração e expiração são pontos importantes no exercício. Assim, resistência física, melhora na respiração e na concentração serão obtidos em conjunto.

 

Gostou? Agora é só praticar!

Você conhece ou convive com alguma criança ou adolescente com timidez excessiva ou transtornos como depressão e ansiedade?

– Que deixa de comer para jogar ou realiza todas as refeições em frente ao computador/televisão?

– Evita estudar ou não termina tarefas do trabalho? Não sai com amigos ou se relaciona com seus familiares?

– Compromete seu horário de sono para usar equipamentos digitas mais e mais?

 

O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo analisou a saúde mental de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos. Cerca de 8 mil pessoas participaram e os números assustam: a média de uso de eletrônicos é de 9h por dia (excluindo o tempo de estudo) com 85% usando mais do que usava antes da pandemia.

O estudo mostrou que 21% dos entrevistados dormem depois da uma hora da manhã em dias de semana; 43% não fizeram qualquer atividade física nas duas semanas anteriores à pesquisa; 26% têm acessos de raiva frequentes; 11% estão tristes e desanimados e 17% dizem sentir medo.

“As crianças ficam expostas ao estresse dos pais, ansiedade, consumo de álcool, violência doméstica. As limitações da pandemia e outros fatores cobram um preço alto. Alguns dos dados preliminares preocupam – 15% das crianças apresentam níveis clínicos de ansiedade e depressão”.

Pediatras de todo o Brasil relataram que estão notando alterações comportamentais em seus pacientes.

 

O confinamento prolongado, a perda da convivência com os amigos, a distância da escola e a difícil adaptação aos estudos online geram ansiedade, irritação e medo nas crianças e adolescentes. Isso sem falar naqueles que sofreram perdas de entes queridos.

A presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, Luciana Rodrigues Silva, diz que os pais devem redobrar os cuidados em relação à tecnologia e reavaliar a rotina dos filhos, para verificar se eles estão extrapolando no uso de equipamentos digitais (TV, notebooks, celular e outros). A médica Evelyn Eisenstein contribui: “as relações humanas precisam prevalecer, norteadas por afeto e compreensão, para que essa fase difícil seja superada em conjunto”.

A água é o mais abundante dos nutrientes do nosso organismo.

 

Apesar disso, pesquisas revelam que 40% das pessoas estão desidratadas, ocorrência que libera a histamina e predispõe a dor crônica.

A água é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Veja a seguir as suas principais funções e como elas são importantes para o corpo humano.

– Produção de energia: as células precisam de água para realizar as suas funções. Pouca água faz as células trabalharem menos.

– Transporte: no corpo a água atua como solvente, transportando diferentes substâncias para as células, como minerais, nutrientes e vitaminas.

– Limpeza: é responsável pela desintoxicação do organismo ao levar as tóxicas para os rins e eliminá-los através da urina, cuja composição é de 95% de água.

– Regulação da temperatura: a água regula a temperatura do nosso corpo, pois compõe o suor.

– Regulação do intestino: a água é necessária para evitar que os resíduos dos alimentos, aquilo que o nosso corpo não absorve, se solidifique.

Mas nem toda a água é boa, você sabia?

Uma água para ser considerada ideal precisa de um Ph acima de 7,35, ou seja, maior que o Ph sanguíneo, tonando-se assim alcalina.

Quanto mais ácida a água, menor será a nossa produção de bicabornato, tonando mais oxidante a água do nosso corpo.

Somos 70% água, sendo que 1/3 é intracelular. Em nossa coluna, o disco vertebral é 80% água. Assim, a estrutura da água em nosso corpo é que determina, em última instância, doença ou saúde.

“Água ionizada é uma das coisas mais simples e mais poderosas que você pode fazer para combater uma ampla gama de processos patológicos.” Ray Kurzweil – Transcend.

Desafio: 2 litros de água (boa) por dia, durante 10 dias. Depois conta aqui o resultado!

Acompanhe no vídeo a ilustração do Dr. Lair Ribeiro.

 

A conquista da longevidade saudável resulta da soma de fatores importantes e, acima de tudo, ter um projeto de vida.

Sabe-se que é difícil mudar de repente um estilo de vida, mas para isso é preciso querer mudar, ter persistência, disciplina e muita determinação. É necessária uma busca constante.

Pois Qualidade de Vida e Saúde estão diretamente ligadas, podemos dizer que saúde é o principal elemento para uma vida plena. Afinal não há vida com qualidade, quando não existe saúde. Fatores como herança genética, uma infância bem cuidada, viver em um ambiente acolhedor, estável e seguro são determinantes, mas não excludentes.

Campos (2010) conceitua a saúde sendo bastante amplo, pois deve abarcar as diversas dimensões da vida seja a física, mental, social, profissional e espiritual, sendo todas importantes, pois devemos considerar que o ser humano é constituído de corpo, mente e espírito. Praticar atividade física e intelectual, buscar o autoconhecimento como ponto de partida para o alcance do equilíbrio físico e emocional.

Outro fator importante na questão social são as relações familiares onde a convivência harmônica ou conflituosa pode afetar positivamente ou negativamente a saúde e o bem-estar das pessoas.

Campos (2010) diz que a saúde nos remete à importância das pessoas na vida de cada um, nos lembrando de que somos seres sociais e que a nossa existência não teria sentido sem a valorização dos laços familiares, da amizade e do ambiente de trabalho.

Os hábitos saudáveis e as boas práticas de saúde resultam no bem-estar e uma vida mais longa, com mais saúde na busca pela paz.

Fonte: Portal Educação.

Quando foi a última vez que você se permitiu ficar em paz, sem se preocupar com o trabalho, problemas familiares ou de relacionamento, e seus afazeres para o dia seguinte?

Você já parou, respirou e refletiu sobre como anda sua saúde mental?

Embora a percepção geral tenha melhorado por conta da popularização de temas como saúde emocional, síndrome de burnout, distúrbios psicológicos, entre outros; as pessoas ou estão ligadas demais às suas obrigações ou não acreditam na seriedade dos transtornos mentais.

Somos ensinados a sempre persistir, nunca olhar para trás, permanecer fortes diante de desafios. Parece que somente para sobreviver precisamos ser fortalezas impenetráveis, não né?

Respirar fundo em meio ao caos também é importante. Na verdade, é ainda mais importante do que persistência cega. Quando não desaceleramos, danificamos a nossa saúde mental. É só quando um transtorno psicológico, como a depressão ou ansiedade, aparece que tomamos consciência dos nossos atos.

“Não somos ensinados a desacelerar”.

ENCONTRE A FELICIDADE ALÉM DAS REDES SOCIAIS – REFLITA SOBRE A SUA VIDA ATUAL – FAÇA MEDITAÇÃO – PRATIQUE EXERCÍCIOS COM FREQUÊNCIA – CONSULTE UM PSICÓLOGO

Seja um bom egoísta: pense em você. O que te faz bem? O que te faz mal? Traga para sua vida apenas positividade. Permita-se  fazer algo que lhe traga felicidade com frequência.

Desacelerar não quer dizer ignorar seus problemas e se distrair com atividades mais prazerosas.

Desacelerar é encontrar a melhor maneira possível de lidar com as complicações do cotidiano para não afetar a sua saúde mental e física.

Fonte: blog vittude.com

 

Postura é a relação harmoniosa de três elementos: músculos, articulações e ossos.

 

Eles têm como função em princípio, estabilizar espacialmente o corpo humano, bem como protegê-lo à medida que recebe estímulos do ambiente. O principal elemento dessa estrutura é a coluna vertebral que funciona como o eixo do corpo.

A má postura não tem consequências apenas estéticas, também pode causar problemas físicos que prejudicam a qualidade de vida. Manter uma postura errada pode afetar diferentes partes do corpo. Ainda que não acusem problemas de imediato, a médio e longo prazo é possível que possam se pronunciar por meio de diferentes patologias.

Consequências da má postura:

 

Alterações na coluna vertebral: em especial na região cervical e lombar. A inversão da curvatura nessas regiões é o problema mais encontrado, além de desencadear dores geralmente difusas e que se espalham para os ombros.

Dor de cabeça: a má postura é uma das principais causas de dores nas costas e dores de cabeça. Tensão extra nos músculos posteriores do pescoço pode sobrecarregá-lo, causando dores nas costas.

Problemas de sono: uma postura inadequada pode afetar negativamente a nossa capacidade de dormir e o descanso profundo. O sistema muscular não alinhado da maneira certa impede que relaxemos por completo, dificultando o sono reparador.

Dores nos pés: desalinhamento da coluna também pode afetar os membros inferiores e as articulações dos quadris, joelhos e tornozelos. Por isso a importância de prestarmos atenção em nossa postura da cabeça aos pés.

Fadiga: quando nos habituamos a uma postura incorreta, nosso corpo precisa trabalhar mais para manter-nos em pé. Isso pode gerar sensações de desconforto muscular e cansaço.

 

Existem alguns problemas mais graves que podem surgir por conta da dor nas costas, alguns deles são: DORT (doença relacionada ao trabalho), hérnia de disco, escoliose, lordose, cifose e outros desvios na coluna.

Como anda a sua postura no dia a dia?

Lembre-se que estamos fazendo uso dela enquanto dirigimos, sentados em frente ao computador, teclando no celular, à mesa, nas refeições, estirados no sofá, ao caminharmos, na prática de exercícios, durante o sono dos justos.

Alinhe-se!

Com a minha eu protejo você, com a sua você me protege, simples assim!

 

A eficácia do uso das máscaras protetoras está diretamente relacionada à escolha adequada. O acessório é amplamente indicado por infectologistas para evitar a propagação do coronavírus e o aumento de casos de Covid-19.

Pesquisadores da Austrália divulgaram nesta quinta-feira (23) o resultado de um estudo em que demonstram como o uso das máscaras de tecido é importante para conter a dispersão de gotículas emitidas durante a fala, tosse ou espirro.

Publicada no periódico “Thorax”, eles comparam em vídeo a emissão de partículas por pessoas sem máscaras, com máscaras de pano com uma camada, com máscaras de pano com duas camadas, e com máscaras cirúrgicas.

Pesquisa australiana demonstra como máscaras evitam propagação do vírus — Foto: Reprodução/Bahl P, et al. Thorax 2020.

Máscaras de pano restringem a emissão das partículas, as máscaras feitas com duas camadas são mais eficientes do que aquelas com apenas uma camada.

De acordo com a pesquisa:

  • Máscaras de pano reduzem a propagação de gotículas, mesmo com uma só camada.
  • Máscaras de pano com duas camadas reduzem ainda mais a emissão de gotículas, são mais eficazes.
  • Máscaras de uma camada são melhores do que nenhuma cobertura no rosto.

 

Dica: Tenha sempre duas máscaras quando sair, caso uma fique suja ou úmida , a troca pode ser efetuada.

Então tá combinado: você usa a sua e me protege, eu uso a minha e te protejo também.

“A máscara protetora é a única vacina disponível contra o Corona Vírus no momento”.

Dr. Drauzio Varella na campanha em favor da conscientização do uso de máscaras protetoras.

 

 

Existem muitos fatores que provocam os despertares ao longo da noite. E estes vão desde problemas físicos, um parceiro de cama que se mexe muito, barulhos da rua e até os pensamentos que você tem antes de dormir. Só que muitas vezes pode ser difícil voltar a adormecer.

 

 

 

 

 

O que evitar?

 

  1. Compartilhar o quarto com o seu animal de estimação

Quem tem animal de estimação geralmente tem o costume de deixar o bichinho dormir na mesma cama. Porém, pesquisas apontam que 58% dessas pessoas são acordados durante a noite. Para que você não passe por isso, treine o seu pet para dormir em outro quarto.

 

  1. Roncar

O ronco também é uma das causas que provoca despertares durante o sono. Existem alternativas para quem ronca, tratamentos com acompanhamento médico que efetivamente ajudam. No entanto, você também pode adotar alguns hábitos para prevenir o ronco.

A melhor posição de dormir para a respiração, é de lado. Dormir de lado alivia a pressão gravitacional nas vias aéreas. Outra medida que você pode adotar é parar de fumar e comer alimentos leves antes de dormir.

O ronco também pode sinalizar que você tem apneia do sono, por isso, se o problema perdurar procure ajuda médica.

 

  1. Beber álcool

A bebida alcoólica muitas vezes é utilizada para ajudar a adormecer. O problema é que quem tem este hábito geralmente acorda no meio da noite e isso acontece porque o álcool deixa o sono mais leve. Por isso é recomendável que você evite o álcool por pelo menos 4 horas antes de dormir.

 

  1. Deixar os filhos dormirem na mesma cama

Por mais que possa parecer difícil impedir os filhos de dormirem junto com os pais, esta é a melhor opção. Isto porque além de provocar despertares ao longo da noite, esta prática também prejudica a saúde da coluna.

 

  1. Deitar numa cama desconfortável

 

É bom lembrar que o aspecto conforto não se resume à uma sensação boa, porque você pode estar usando um colchão vencido e ainda achar bom.

Um colchão comum após 7 anos de uso regular, ou até menos tempo, pode estar inadequado.

Isto porque ele começa a apresentar muitos ácaros e também a afundar em algumas regiões, prejudicando a saúde da coluna.

Se este for o seu caso considere trocar de colchão por um colchão ortopédico e com tecnologias que te ajudam a obter um sono reparador.

 

  1. Deitar preocupado ou ansioso

Se você for dormir pensando muito sobre um assunto, que está te preocupando isto afetará o seu descanso. Procure se distrair com algo até adormecer e evite atividades que te deixam mais atento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao fechar os olhos e embarcar nas profundezas de uma noite de sono, não fazemos ideia da quantidade de atividades que seguem acontecendo e da sua importância para a saúde. Passamos um terço das nossas vidas dormindo, mas será que sabemos para que precisamos dormir? Podemos explicar por que esta é uma das atividades mais reparadoras para a nossa mente?

Estes foram alguns dos questionamentos lançados pelo neurocientista Jeff Liff em sua participação ao Ted Talks Med em 2014.

Jeff demonstrou com sua pesquisa a influência do sono para um bom funcionamento do corpo, em todos os âmbitos: mental, espiritual e físico.

Isto ocorre porque é durante o descanso que o cérebro consegue solucionar exigências e problemas que o corpo precisa resolver.

Como por exemplo, o fornecimento contínuo de nutrientes para alimentar as células, resultando numa intensa atividade elétrica. Esta, representa um quarto de todo o abastecimento de energia do corpo e gera resíduos que precisam ser removidos. No restante do corpo o sistema responsável pela limpeza dos resíduos é o sistema linfático, mas ele não atua no cérebro.

Como o cérebro resolve este problema da limpeza de resíduos?

 

 

 

Quando há influência no surgimento do Alzheimer?

Nos pacientes com Alzheimer essa proteína segue entre as células, ou seja, não é eliminada.

E o acúmulo dessa substância é o que acredita-se ser o maior responsável para o desenvolvimento da doença.

Estudos mostram que pacientes que dormem mal têm uma maior concentração de beta-amiloide no cérebro.

 

Se o sono faz parte da solução do cérebro para a limpeza de resíduos, então isto pode mudar radicalmente a forma como encaramos a relação entre o sono, a beta-amiloide e a doença de Alzheimer. Para manter ”a casa limpa” o cérebro precisa do sono reparador porque sem ele, podem se instaurar desordens.

Quando se trata de limpar os resíduos do cérebro é a própria saúde, função da mente e do corpo que estão em jogo.  Jeff finaliza enfatizando, que se cuidarmos do nosso sono hoje, evitaremos problemas, como o Alzheimer no futuro.