Sono precisa ser prioridade para quem quer qualidade de vida.

Quase 40% da população descansa menos de sete horas por noite. É o seu caso?

Muitas pessoas já acordam cansadas e passam o dia cansadas, como isso é possível? Qual o motivo do desânimo e da falta de energia?

É no sono que repomos a energia que foi gasta ao longo do dia, onde relaxamos e desaceleramos o pensamento. Dormir corretamente é a primeira atitude que você precisa tomar para melhorar sua qualidade de vida.

Comprovação Científica:

Estudo feito por pesquisadores da Universidade da Columbia Britânica, no Canadá, concluiu que quem dorme mal durante a noite pode ter menos alegria para viver no dia seguinte. Interrupções e distrações incomodam mais as pessoas quando elas não dormiram as horas que deveriam à noite.

Os pesquisadores ainda não sabem, por exemplo, exatamente como a privação de sono causa dores de cabeça, mas essa é uma conexão que a medicina conhece há mais de um século.

Veja alguns problemas que podem ser evitados com uma boa qualidade de sono:

Dificuldade em aprender – A privação de sono interfere em nossa habilidade de lembrar e processor novas informações

Problemas de visão – A privação de sono tem relação com problemas como visão dupla, perda de visão periférica, visão obscura. Quanto mais tempo se passa acordado, mais erros visuais a pessoa comete, e maiores as chances de alucinação

Redução do desejo sexual – Privação de sono e noites mal dormidas estão conectados à redução da libido e disfunções sexuais.

Ganho de peso – Pessoas que dormem pouco podem apresentar desequilíbrios hormonais que causam cansaço e tendem a aumentar o apetite, a vontade de comer alimentos calóricos e menor capacidade de controlar impulsos.

Uma noite bem dormida funciona como proteção contra os efeitos do estresse. Nesse sentido, colocar uma boa noite de sono como prioridade na vida cotidiana torna-se fundamental.

Mais importante que a quantidade de sono é a qualidade do seu sono, não basta dormir muito, é preciso dormir bem.