Lauriane Cardoso é atleta profissional de Jiu-jitsu. Hoje, com 23 anos de idade, começou a praticar a arte marcial em 2003, ainda na escola. “Sempre admirei as artes marciais, e meu biótipo, baixinha e magrinha faziam com que me sentisse frágil, então me determinei a praticar uma arte marcial”, comenta Lauri, como é conhecida pelos colegas e amigos. Dentre os títulos nacionais e internacionais que conquistou, estão: Campeã World Cup, Campeã do Mundial Esportivo, Tri Campeã Sul-Americana, Bi campeã Brasileira, Campeã Sul Brasileira e Septa Campeã Gaúcha. Mas apesar do preparo físico e da juventude, a multicampeã sentia o peso da intensa rotina de treinamentos e disputas. 

 

Quais as principais dificuldades do seu esporte?

 

O Jiu-jitsu está crescendo em todos os sentidos, mas a presença feminina nas competições não é valorizada. Como nos grandes eventos as premiações são dadas sempre a todas as categorias (Divisão de pesos) masculinas e quando raramente há premiação, os organizadores resolvem unir todas as categorias femininas, dando oportunidade para apenas uma única atleta num campeonato internacional, mas as mulheres estão ganhando espaço nas academias, clubes, como exemplo, turmas só de mulheres com objetivos de defesa pessoal, Hobbie ou competitivo.

 

O que o sono representa para atletas de alto desempenho?

É uma necessidade, e a qualidade costuma ser peça- chave nos meus treinos e competições. É o sono que recarrega as minhas energias e recupera o meu corpo dos esforços físicos realizados. Uma noite mal dormida pode comprometer meu rendimento. Se eu pudesse carregar meu colchão da Cia Do Sono para todos os eventos que participo seria perfeito (Risos).

 

Como a Cia Do Sono entrou em sua vida?

Todos os meses vou ao meu Quiropraxista, Kleber P. Fontolan, e em uma de minhas consultas, havia dito a ele que estava me sentindo muito cansada por estar dormindo mal, então o mesmo me comentou que usava o colchão da Cia Do Sono e me recomendou. Após adquirir o meu, minha qualidade do sono e de vida mudaram de forma muito evidente.

É verdade que o colchão que você dorme ajuda no seu desempenho diário de treinamentos e competições?

Com certeza! Meus dias são muito exaustivos, a maratona de treinos e de aulas é bem puxada, mas em compensação, chego em casa e recarrego minhas baterias dormindo no meu colchao. É impressionante a disposição adquirida após uma boa noite de sono no meu Multicamadas com Infravermelhos e Magnetos, como sugeriu o Dr. Kleber. No outro dia estou pronta para novas “batalhas no tatame”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *