Distúrbios do sono e sonolência diurna são os sinais mais reveladores da falta de higiene do sono. Além disso, se você está demorando muito para adormecer, deve considerar reavaliar sua rotina de sono e rever seus hábitos de dormir. Algumas mudanças simples podem fazer a diferença para começar a obter uma boa noite de sono.

Você sabia que alguns hábitos diários podem se tornar nocivos para o seu sono?

A higiene do sono pode ser definida por uma série de práticas e hábitos que são necessários para ter uma boa qualidade de sono durante a noite e um estado de vigília pleno durante o dia. Esta definição e uma série de dicas para colocar em prática a higiene do sono, foi o que encontramos no site da National Sleep Foundation.

Confere os ajustes que podem fazer a diferença:

1. LUZES

Dormir em ambiente escuro é o correto para conseguir ter uma noite de descanso reparadora.

Por isso, é importante ficar atento a qualquer luz que possa estar ligada no quarto, inclusive, luzes de roteador, de televisão, luzes vermelhas ou azuis.

Frestas na cortina ou janelas descobertas, permitem a entrada de luz da rua e isto pode atrapalhar a chegada ao estágio de sono profundo.

Isto porque, a presença de luz para o cérebro significa que é dia, e este é um sinal de que você deve acordar. Por isso, considere o uso de cortinas black-out e máscaras.

Também é importante reparar que o contato com luzes brilhantes perto da hora de dormir, dificulta o ingresso ao estado de sonolência. Ou seja, ficar mexendo no celular, assistir série momentos antes de dormir, não ajuda a ter um sono saudável.

2. INGESTÃO

O que você ingere até 3 horas antes de dormir, interfere diretamente no seu sono.

Evite substâncias estimulantes neste período como cafeína e álcool, por exemplo. Estes podem ser fatores iniciais para insônia e mesmo o álcool, que para algumas pessoas dá a ideia de que adormecem mais rápido, pode atrapalhar o sono na segunda metade da noite quando o corpo começa a processá-lo.

Assim,  além de não conseguir entrar no estágio de sono profundo, que é onde se processam as memórias do dia, o seu cérebro não consegue efetuar a limpeza dos resíduos. O problema é que o acúmulo destes resíduos pode resultar em doenças graves no futuro, como o Alzheimer.

3. QUARTO

É necessário ter um ambiente agradável para dormir.

Se deixarmos o quarto bagunçado, numa temperatura muito quente, ou muito fria, dormirmos no mesmo colchão há décadas, e usarmos qualquer travesseiro, será difícil conseguir relaxar.

Colchões fora da validade ou sem ortopedia provocam desconforto, o que faz com que a coluna fique tentando compensar as sobrecargas que recebe durante a noite. Isto faz com que interrompamos o sono diversas vezes, além de prejudicar a saúde da coluna.

O mesmo acontece quando usamos travesseiros que não proporcionam alinhamento para a cervical, justamente porque eles não possuem a altura e o material correto.

 4. OUTROS

É importante encontrar o modo próprio de relaxar antes de ir dormir. Isto pode se dar por meio de um banho quente, de uma prática de meditação, da escolha de uma música calma para ouvir. Assim, começamos a criar uma atmosfera de tranquilidade que propicia o estado de sonolência.

Ter uma boa noite de sono é extremamente importante para a saúde física e mental. Quando a saúde do sono está em dia, temos maior produtividade e qualidade de vida em geral. E isto se aplica a crianças, adolescentes, adultos e pessoas de idade avançada.