Quando foi a última vez que você se permitiu ficar em paz, sem se preocupar com o trabalho, problemas familiares ou de relacionamento, e seus afazeres para o dia seguinte?

Você já parou, respirou e refletiu sobre como anda sua saúde mental?

Embora a percepção geral tenha melhorado por conta da popularização de temas como saúde emocional, síndrome de burnout, distúrbios psicológicos, entre outros; as pessoas ou estão ligadas demais às suas obrigações ou não acreditam na seriedade dos transtornos mentais.

Somos ensinados a sempre persistir, nunca olhar para trás, permanecer fortes diante de desafios. Parece que somente para sobreviver precisamos ser fortalezas impenetráveis, não né?

Respirar fundo em meio ao caos também é importante. Na verdade, é ainda mais importante do que persistência cega. Quando não desaceleramos, danificamos a nossa saúde mental. É só quando um transtorno psicológico, como a depressão ou ansiedade, aparece que tomamos consciência dos nossos atos.

“Não somos ensinados a desacelerar”.

ENCONTRE A FELICIDADE ALÉM DAS REDES SOCIAIS – REFLITA SOBRE A SUA VIDA ATUAL – FAÇA MEDITAÇÃO – PRATIQUE EXERCÍCIOS COM FREQUÊNCIA – CONSULTE UM PSICÓLOGO

Seja um bom egoísta: pense em você. O que te faz bem? O que te faz mal? Traga para sua vida apenas positividade. Permita-se  fazer algo que lhe traga felicidade com frequência.

Desacelerar não quer dizer ignorar seus problemas e se distrair com atividades mais prazerosas.

Desacelerar é encontrar a melhor maneira possível de lidar com as complicações do cotidiano para não afetar a sua saúde mental e física.

Fonte: blog vittude.com